segunda-feira, 17 de agosto de 2009

FALSIDADE ASTROLÓGICA


Não caia na malha dos falsos horóscopos






Horóscopo das Flores, das Árvores, dos Ciganos, dos Animais, dos Símbolos Xamânicos, das Runas, Egípcio, etc, etc, etc ad infinitum.
Você fica entusiasmado e faz coleção de todos esses ‘horóscopos diferentes’ que encontra em revistas ou na Internet – quando não os recebe por e-mail? Às vezes eles são graciosamente ilustrados, o texto parece adaptar-se perfeitamente a você, no entanto esses horóscopos só têm uma utilidade: encher lingüiça.
Eles ‘chovem no molhado’ repetindo exatamente as mesmas características básicas dos signos do horóscopo tradicional, assim não cometem furos. A única diferença entre esses supostos horóscopos é o nome com o qual “batizam” cada um dos signos; por exemplo: capricórnio vira azaléia, que vira a runa feoh, que vira a deusa Nut no horóscopo egípcio, que vira moeda na terminologia cigana, que vira coruja … de acordo com a ‘denominologia’ adotada pelo ‘horoscopeiro’ de plantão que não tem mais nada a fazer a não ser entreter os incautos.

Como identificar um lixo astrológico:

É simples, requer apenas um pouco de memória. Basta ter em mente que a data de transição de um signo para outro se dá por volta do dia 20 de cada mês, portanto, ao se deparar com um “novo horóscopo”, ignore os nomes bonitinhos ou imponentes com os quais os signos foram chamados/mascarados nessa ‘versão paraguaia’ e olhe diretamente para as datas de abrangência de cada signo: qualquer período oscilando entre os dias 19 e 23, feche o arquivo (ou a revista).
Os ‘usuários mais avançados’, habituados aos termos usuais da Astrologia, podem observar que as características corresponderão aos signos tradicionais normalmente associados às datas assinaladas: o ‘signo impostor’ que corresponderia a Áries, por exemplo, será classificado como ‘impulsivo’; o correspondente a Gêmeos, como ’signo da comunicação’; as datas compreendidas entre julho e agosto – que corresponde à vigência de Leão – pertencerá ao indivíduo que ‘brilhará como um sol’ ; o que ocupa o lugar do virginiano será racional; o que corresponde ao libriano, romântico e sociável; os equivalentes aos piscianos, sensíveis e místicos… e assim por diante.

É importante assinalar que existem, sim, outros horóscopos válidos, como o chinês, o japonês, um celta, outro baseado na cultura andina… cujas características originam-se da visão cosmogônica do povo em questão. Uma maneira mais fácil de identificá-los é a mesma usada para desmascarar os horóscopos charlatães: a data e/ou a quantidade de signos . A Astrologia Japonesa, por exemplo, divide-se em 9 signos classificados de acordo com o chi – energia vital – da pessoa; de acordo com essa astrologia, denominada também Astrologia das 9 Estrelas, existem 9 tipos de chi, por conseguinte 9 tipos básicos de personalidade. Na Astrologia Chinesa os signos também são em número de 12, porém o período de abrangência entre os signos não é mensal, como na Astrologia Ocidental, e sim anual. As datas utilizadas para classificar e dividir os signos, portanto, são indícios eficazes para se verificar a veracidade e validade de um horóscopo.

A Marca da Verdade

É interessante notar que os horóscopos verdadeiros, mesmo tendo datas e estilos de classificação totalmente diversos, funcionam e nunca se contradizem – quando analisados os mapas em sua totalidade – podendo, no entanto, ocorrer que um determinado indivíduo se identifique mais com um ou outro modelo de astrologia (chinesa, tradicional, etc).
Esse fenônemo, que podemos chamar ‘A Maravilha da Multiplicidade das Faces da Verdade’, já é suficientemente rico em detalhes para que possamos, sem pensar duas vezes, dispensar os horóscopos ‘da Luluzinha’, ‘do lual havaiano’, ‘das folhas sagradas dos antigos índios mairicorés’, ‘dos cristais encantados’
Seja um bruxo/mago/buscador consciente: diga Não às drogas fugindo do lixo astrológico.

3 comentários:

  1. Não existe essa de "verdadeiro", são todos frutos da imaginação humana e sem nenhum fundamento real.

    Só servem para distrair os tolos, a mente humana é fruto do meio em que ela vive, não importa a data, o posição de tal planeta ou qualquer outra besteira imaginária!!!

    ResponderExcluir
  2. Interessante este artigo, não opino, prefiro não ter uma visão etnocêntrica. Cada um segue o que quer.

    ResponderExcluir
  3. orospoco so muda a cor, Espiritualidade,Xamanismo,Umbanda,Psicografia, Terapias Alternativas,Vegetarianismo e Proteção Anima.. coisa do demonio essas coisas

    ResponderExcluir