sábado, 25 de junho de 2011

Profº Xavier, Magneto e os Pais de Santo




Uma boa medida pra medir se um filme é bom ou não, é o tempo que você passa falando sobre ele depois que acaba a sessão.


Quando assisti X-Men pela primeira vez, varei a madrugada com minha mãe abordando a metáfora MUTANTES X MÉDIUNS. No feriado de Corpus Christ, após assistir X-Men - Primeira Classe, que segue a mais nova moda vigente em Hollywood de fazer sequências que na verdade são 'antecedências', pra mostrar como tudo começou, novamente o papo rendeu, mas dessa vez sobre qual seria a postura correta de um Pai/Mãe de Santo, sacerdote, ou mesmo, de qualquer tipo de líder.


Como é sabido, Profº Xavier é o bonzinho, o que ensina os mutantes a dominar seus poderes e colocá-los a serviço da humanidade; Magneto é o vilão, que tem como aliados outros mutantes tão ressentidos para com a humanidade quanto ele e mais interessados em exterminá-la e implantar uma Nova Ordem Mundial onde os mutantes são a evolução natural da espécie e o homo sapiens merece... bem, o mesmo destino que os dinossauros.


É muito interessante assistir ao filme e ver como tudo começou, comparando as histórias pessoais de vida, principalmente as infâncias de Charles e Eric antes de se tornarem os líderes em oposição que a Marvel tão magnificamente criou, afinal ninguém é o que é ou torna-se o que se torna do nada. 

Mais importante ainda é perceber como teria sido perfeita a dupla Xavier - Magneto trabalhando juntos. 

Embora Xavier represente o predestinado idealista, de ética irretocável, 'emissário da Luz em tempos de trevas terrenas' para mostrar o caminho diplomático em tempos difíceis onde os humanos temem as aberrações emergentes que poderão lhes tomar o lugar ou lhes fazer mal (se você se lembrou de alguém lhe falando que sua mediunidade era coisa do demo, é bem por aí mesmo!), apostando em mostrar a eles que os mutantes estão aqui para ajudar, Magneto, por ter visto e sentido na pele as consequências do pior que a humanidade tem a oferecer, é bem mais pé no chão e mais empático às dificuldades e questionamentos íntimos dos membros mutantes do grupo, embora a ferida em sua alma necessitasse de uma cura mais intensa do que Xavier pôde lhe dar, e que no fim sela tragicamente sua opção pelo caminho sombrio. Opção essa de certa forma prevista e representada nas cenas em que ambos aparecem disputando partidas de xadrez, até mesmo na escolha da cor das peças.


Isso faz pensar na responsabilidade de um Pai/Mãe de Santo que muitas vezes não vêm a necessidade de cura que um filho de sua casa tem antes que ele possa assumir um trabalho de maior responsabilidade perante outros. Muitos jogam médiuns pra dentro da engira acreditando que fazer a caridade basta para ensinar ao aprendiz aquilo que ele precisa aprender, cessar questionamentos vãos ou apascentar a inquietação em sua alma, e assim se perde a borboleta que um dia poderia vir a ser, e é posta a voar com asas imaturas e incompletas. Podem não estar tão crus em matéria de conhecimento técnico-operacional da religião e mesmo serem dotados de vasta quilometragem em leituras e estudos espiritualistas, mas às vezes isso não basta. É preciso que a alma esteja, ao menos, parcialmente equilibrada e firmemente posicionada em sua jornada a caminho da Paz.


Logicamente não se pode esperar de nenhum sacerdote e de nenhum líder superpoderes, onisciência e solução para todas as questões levadas ao terreiro por seus médiuns ou pela assistência, mas há que se ater à necessidade de manter a HUMILDADE e OUVIR o que o supostamente equivocado ou menos graduado, tem a dizer, pois o otimismo extremado e suas 'certezas irrefutáveis' custaram a Xavier uma bala na coluna. Além disso, não fosse por Magneto, todos os mutantes teriam sido mortos à custa do 'polianismo' do milionário bem intencionado.


Alguns poderão dizer que os guias, especialmente os guias chefes de terreiro, são quem podem julgar se uma pessoa está apta ao não ao trabalho espiritual, e disso não discordo absolutamente, mas penso que nos dias de hoje, em que se fala em parceria com o plano espiritual, em estudar para entender as determinações e orientações das entidades, seria prioritária a inclusão nos cursos de formação sacerdotal uma disciplina presente em cursos que formam professores e terapeutas, que são funções cumulativas e paralelas ao sacerdócio, a Psicologia

Uma grade simples, com horas adequadas à duração do curso, abordando o básico da psicologia para que o futuro sacerdote seja capaz de, se não de identificar, pelo menos 'desconfiar' que seu filho de santo necessita tratar questões interiores urgentes antes de se dedicar ao próximo.


Hoje existem opções de tratamento gratuito, inclusive com psicólogos espíritas nas grandes cidades. Em lugares onde isso não for ainda possível, em alguns casos, determinadas leituras podem surtir o efeito de ao menos 'por no prumo', abrindo-lhe novos pontos de vista sobre uma questão específica que é crucial para a cura interior do médium ou assistido. Além disso há o Xamanismo, capaz de levar a grandes catarses e oferecido também de forma gratuita por muitos grupos semanal ou mensalmente. Importante é que aquele que carrega a responsabilidade pelos demais esteja a par dessas possibilidades e seja capaz de direcionar e orientar aqueles casos em que isto se fizer necessário.


Adaptando o ditado:
"De psicólogo e louco, todo sacerdote deve ter um pouco."


Fora isso, recomendo a todos que assistam o filme, nem que seja para ver a recriação de época dos anos 60 e um personagem, não por coincidência chamado Azazel, que se parece muito com as imagens de Exu da lojas de artigos religiosos, com direito a coloração vermelha, rabo e tudo.

2 comentários:

  1. Pois é amiga...

    A maior doença da atualidade é a falta de auto conhecimento (o mínimo que seja...)

    Tem um livro que se chama "A mediunidade e a auto estima", fantástico. Ajuda mto aos mediuns de qualquer idade, rs.

    E precisamos ficar atentos, a nós mesmo em primeiro lugar.

    Bjs!

    Robs

    ResponderExcluir
  2. Assim já dizia nossa velha amiga, a esfinge do Egito rsrsrsrsrs bj

    ResponderExcluir