quarta-feira, 28 de março de 2012

Conselho de Janaína

O Amor é Sinfonia de Sentimentos
Rearranjo de Emoções
Aflições de Pensamentos
Uma Bênção que nos traz
Luz nas sombras e sofrimentos

Não transforma o teu Amor
Mar de Dor em firme alento
Mas transtorna o agressor
Torna a vítima, de inerte elemento
da sandice revelador lamento

que expõe a sanha inglória
de impor ao outro tão horrendo
descalabro de exigências
protocolos, jus apegos que não podem garantir
 a ninguém o afeto verdadeiro

O doente coração, quando dá, pensa e já cobra
A eterna gratidão, fieldade, retidão
de caráter de outro alguém, como fosse seu senhor
Considera o livre arbítrio só promessa
Um compromisso de consentida prisão

Não tolera a realidade e quer criar outra para si
Nas Marés da Vida não confia
Quer ser Dono do Porvir

Mas não pode ser feliz
Quem humano não puder errar
Para aprender que 'direito' é muito longe pra poder amar

Melhor viver no momento
O que a Vida tem pra te dar
Louvar a Deus toda Força
De Sentimentos que Teu Peito puder Ofertar

Erguer Asas e dar Graças
A todos os Orixás
Que te permitiram hoje
Respirar, Sonhar, Amar

Buscar n'outro a tua cópia
de inumana perfeição
Estarás fadado à falha
e insucesso da missão

de ser feliz na poeira, na chuva,
na lama e na tempestade
Apesar de haver na Terra luta, ódio
e perseguição à Verdade

Segue apenas Tua Estrela
A que brilha no Altar
de todos Amores Puros
que puderes encontrar

Busca n'outro só a metade
de outros erros que não tens
e aceita as diferenças
Não faz caso, diz 'Amém"

Que estarás mais perto agora
de ser feliz do que quem
ainda segue amando
a idéia de Cristo que ninguém tem

Um ser perfeito, amoroso, que jamais erra e se dá
Corpo, Sangue, Vida e Espírito
e só por Amor nos Salvar

Não é este teu companheiro ou companheira de missão
Permita então que eles errem
E alivia o fardo da solidão.


Janaína
26/03/2012