terça-feira, 14 de abril de 2015

Muito Prazer, Eu sou o Amor!

A vida de um médium psicógrafo tem por certo algumas surpresas.
O coelho da Páscoa me trouxe uma bem interessante este ano: no horário marcado para dar prosseguimento a psicografia dos livros em cursos, ouço um homem se apresentar. Não como um espírito, uma entidade, mas como se fosse a própria energia do Amor personificada. Inclusive sua forma masculina em ressonância com o conceito YANG da energia que transforma, tão necessária especialmente em tempos de transição, e não como comumente o imaginamos, uma energia YIN, compassiva.
Segue abaixo sua mensagem:

EU SOU O AMOR. EU SOU O AMOR. EU SOU O AMOR.
Muito prazer, Eu Sou o Amor.
Eu sou o Amor!
Eu Liberto e Vôo mais Alto porque, sim, Eu estou conectado com o Cristo Jesus.
Eu promovo a Vida, venço a morte;
Desafio as dimensões do Tempo. E venço.
Sempre; afinal eu sempre venço.
Eu sou a régua que delimita os espaços,
O farol que esclarece e mingua a escuridão do medo.
Eu sou o remédio que ninguém pediu e  bálsamo de que todos se servirão.
Eu sou a Lupa que Engrandece a Imensidão Infinita,
a Miragem que no fim do túnel se revela a Verdade.
Eu sou a presença constante que ninguém vê,
o carinho amigo que passa despercebido,
a atenção materna que se traduz em mil mimos,
o cuidado paterno a desviar o perigo.
A fronha dobrada, morna e perfumada que guarda o sono dos guerreiros
confusos em mil batalhas sem nome nem reis.
Eu sou a linha que auxilia o infante na indecisa tarefa de desenhar seu próprio nome.
Eu sou o sorriso em meio a treva
e o silêncio que esvazia o Espaço para que a Paz possa existir em meio ao tumulto.
Eu sou o frescor que alivia a febre e o calor que elimina o frio.
Eu crio o novo onde só existia a decadência
e encerro com chave de ouro a eras que não voltam mais.
Eu sou o Princípio, Meio e Fim de Tudo o que você é, foi ou será.
Eu Sou seu Destino;não adianta fugir de mim.
Venha, sejamos logo, o quanto antes, melhores amigos!
Sou teu vizinho, teu pai, teu filho
E eu te sorrio.
Venha!
Me dê tua mão; Eu te conduzo!
Se entregue a mim e a dúvida não mais te perseguirá.
Sejamos um e a minha Luz também será em ti.
Não te desassossegues,
Eu Honrarei a Tua Confiança.
Não te assombres por cair
Eu que elimino a queda do mais profundo abismo
Não há fundo que eu não eleve
Nem altura que sem mim não vá cair
Pois que até o Nada existe para me servir
No vazio em que tentam impor a minha ausência
Me faço ainda mais Forte
E me torno o pano de fundo para que qualquer padrão possa ter algum sentido
Eu sou o espaço que permeia toda trama
O invisível 'nada' é meu mais fiel escudeiro
a me fazer presente onde me julgam inexistente.
Mas eu prefiro tua amizade quando te fazes de mim consciente
Quando me serves de boa vontade e me convidas incessantemente a estar à mesa contigo,
Onde a vida te serve a todo momento tanto iguarias quanto agruras.
Ah, sim, eu sou um amigo prestimoso e quero estar presente em todas as horas.
Sou assim para 'todo momento', um 'amigo de casa'; nem gosto de cerimônia.
Se és meu amigo, hás de saber que não sinto ciúmes
nem exijo tampouco nenhum tipo de exclusividade.
Mas me ressinto se de qualquer de teus problemas tentares me banir.
Eu sou a incógnita que resolve toda equação
O não-número sempre bem vindo
Eu sou a soma que multiplica a divisão dos que têm menos
Pois só eu posso te dar Tua Herança
Sendo assim, Eu te olho.
Eu Sempre Te Olho.
Te Sorrio. Te Convido.
Permita-me Te Convencer.
Venha. Sejamos logo amigos.
Estou aqui.
Sou teu Amigo.
Sou teu.
Amor.

psicografia por Jennifer Dhursaille 05/04/2015 - Páscoa


Um comentário:

  1. Se você gostou, por favor demonstre seu amor doando qualquer quantia para ajudar os animais em necessidade. O Rancho dos Gnomos está precisando muito de colaboradores e o Clube dos Vira-Latas sempre está com as contas no vermelho. Qualquer quantia já ajuda os bichinhos, por Amor. Namastê!

    ResponderExcluir