segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Família: OÁSIS ou ARENA? - parte 2 Problemas entre o Casal

"FAMÍLIA: OÁSIS ou ARENA?"
Essa semana teremos uma série de postagens sobre Problemas Familiares
~*~Curta nossa Página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destinoe Opte por Receber Notificações~*~
2 - PROBLEMAS ENTRE O CASAL
Esse problema inicia esta série de tópicos porque na verdade os problemas entre o casal se constituem a base da origem de todos os demais problemas que um indivíduo pode vivenciar dentro da família.
Um casal desajustado gera filhos com problemas que irão desde a auto-estima até a incapacidade de serem felizes em seus relacionamentos futuros, passando por instabilidade profissional e problemas de saúde inclusive.
Um casal harmônico - note que o perfeito não existe! - é primeiramente exemplo para os filhos, e saberá lidar com eventuais desarmonias domésticas como a competição entre irmãos de forma a evitar extremos e promover um espaço onde todos os filhos possam ter direitos iguais.
Um casal harmônico resolve as questões com seus pais, sogros e cunhados em conjunto, baseados em compreensão e respeito pela história de vida do outro, sem julgamento, mas com foco na melhor solução possível em cada momento.
Um casal harmônico se fortalece perante crises de saúde ou financeiras, porque juntos sentem-se fortes para passar pelas provações da vida.
Um casal harmônico passa por crises sem temer que elas seja um prenúncio do final da relação, mas sim uma passagem de um estado de evolução do casamento para o próximo, pois nada é estável e é Função Natural do Amor transformar a quem ele toca.
Entretanto um casal harmônico só pode existir a partir da convivência de duas pessoas que estejam em harmonia consigo próprias em primeiro lugar. 
Infelizmente homens e mulheres costumam colocar 'a carroça na frente dos bois' e se envolverem em relacionamentos antes de terem resolvido o básico de suas questões consigo mesmos.
 Ciúmes excessivos, falta de noção do seu próprio valor, desconhecimento das próprias prioridades, imaturidade nas questões básicas do convívio humano são feridas abertas na alma que serão transportadas para dentro da relação, impossibilitando que ela cresça sadia, uma vez que já se iniciou contaminada.
Com certeza amar se aprende amando, e todos estamos em diferentes graus de evolução, porém, se você já identificou que relacionamentos passados deram errado por conta de questões pessoais suas mal resolvidas, não estrague a chance de um outro relacionamento dar certo por conta da sua carência.
Aprenda a estar só e aproveite esse tempo para resolver o que lhe tem impedido de ser mais pleno. 
Entrar inteiro em um relacionamento aumentam as chances de que ele possa dar certo, uma vez que evita que reflitamos nos outros as nossas imperfeições, num mecanismo de sombra projetada.
Uma dura verdade a ser levada em conta: Antes morrer solteiro do que nossas más escolhas serem causa de infelicidade para nós mesmos, para o outro, para a família e principalmente para os filhos que essa união poderá vir a gerar.
O ambiente familiar será palco sempre de lutas internas e conflitos de personalidade; porém há as batalhas produtivas, que levam ao progresso de todos os envolvidos e aquelas que não valem a pena lutar, pois não estando um disposto a mexer nos seus pontos nevrálgicos não adianta o outro insistir, pois só mágoas advirão daí.
Procure unir sua vida a alguém que esteja disposto a lutar as mesmas batalhas!
Jennifer Dhursaille

Uma matéria sobre as principais causas de problemas entre casais segue abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário