terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

"Que a sua Cura não atrapalhe as minhas Crenças!"

DIÁLOGO 1:

- Amiga, estou sofrendo tanto... O médico disse que preciso retirar o útero e não poderei ter filhos como sempre sonhei...
- Mas por quê? O que você tem?
- Endometriose.
- Eu tive isso, mas me curei através da antroposofia e da homeopatia! Você quer o endereço do médico que eu fui?
- Ah, não, amiga... eu não acredito em terapia alternativa. É muita enrolação sem resultados concretos.

DIÁLOGO 2:

- Vim do enterro da mãe do Bruno, que foi às onze horas. Uma tristeza só...
- Imagino... Soube que já é um problema repetitivo na família dele, as tias também morreram disso.
- Sim, só uma se recuperou e está bem. Ela quis que a irmã fizesse o mesmo tratamento que ela, mas infelizmente a mãe do Bruno não quis.
- Por que não?
- Ela fez tratamento num centro espírita e a dona Iracema não gosta dessas coisas...

DIÁLOGO 3:

- Jorge, sobre essa vacina nova que estão fazendo campanha para que todos tomem, eu trabalho num laboratório que pesquisou esse medicamento e ele não só foi considerado ineficaz como altamente tóxico. Faço parte de um grupo que está tentando informar as pessoas na Internet sobre os riscos, acreditamos que não houve estudo suficiente para que essa vacina seja aplicada com segurança nos seres humanos...
- Ah, deixa disso! Se não fosse segura, o governo não pediria para a população tomar! Você e essas Teorias da Conspiração absurdas!


DIÁLOGO 4:

- Laura, ofereci um cachorro-quente pro seu filho e ele se recusou a comer! Nunca vi na minha vida uma criança que não gosta de salsicha! Ainda mais em festa de aniversário onde todas as crianças atacam os lanchinhos como se não houvesse amanhã!

- É que lá em casa ele está acostumado a uma alimentação mais natural e a gente não come salsicha porque não tem nutriente algum e é um coquetel de venenos químicos. Não usamos alimentos com conservantes, porque é muito prejudicial, especialmente para os organismos das crianças, sabe? Eu e o Otávio já éramos adeptos da alimentação orgânica e criamos os meninos desde pequenos dentro dessa filosofia, agora eles já sabem fazer escolhas saudáveis por si mesmos.

- Mas ele não se sente mal, sendo o único diferente no meio da turma?

- Bom, daí é aquela velha lógica que também ensinamos para os meninos desde sempre: "Se todo mundo se atirar de um precipício, você também vai?". Procuramos passar para eles que o poder de escolha não é só na alimentação, mas em tudo na vida, e é preciso saber o porquê agimos de uma forma e não de outra, e uma vez que estamos seguros de nossas escolhas, as sustentarmos mesmo quando elas aparentemente vão contra a maré.

- Isso tudo parece muito bonito, mas na prática acho que acaba isolando um pouco as crianças; ser o 'diferente' não é legal, principalmente nessa idade. Além do quê, isso deve dar muito trabalho, minha vida já é super corrida, imagina se eu for pensar em cada item que meus filhos comem! Vou ficar louca! Já chega o fato do Fabinho ser cheio de alergias, eu tenho de viver controlando os remédios dele, já é stress que chega, Laura, você nem imagina!

- Imagino sim, amiga, o meu caçula também era super alérgico a tudo e ainda por cima tinha crises de asma terríveis, uma atrás da outra! Sabe como eu curei? Através da mudança na alimentação...

- Ah, que bom! Mas isso não é pra mim, não....


DIÁLOGO 5:

- O mal desse país são os políticos!

- Eu já penso que eles estão lá porque o povo os elegeu, então, antes de tudo é culpa nossa...

- Imagina, o povo brasileiro é um povo trabalhador, o que estraga são os políticos que estão acabando com tudo, é inflação, educação, tá tudo ruim! Ainda por cima, olha o que estão fazendo com a Natureza! Estão acabando com tudo!

- Não sabia que você era engajado nessas questões ecológicas! Você também votou nos candidatos voltados para políticas sustentáveis?

- Ah, não, nem adianta, porque esses nunca ganham...

- Mas se todo mundo pensar assim, eles nunca vão se eleger.

- Política é uma máfia, não adianta que quem entrar lá, seja quem for, vai se corromper!

- Pode ser que você tenha razão mesmo. Por isso que eu aposto mais em ações individuais e coletivas de grupos que acreditam numa mudança possível a partir do Poder do Um.

- O que é isso?

- É você se responsabilizar por suas ações e promover atitudes ecológicas na sua comunidade. Por exemplo: você faz coleta seletiva de lixo?

- Ah, não, minha vida é corrida, dá muito trabalho ficar separando lixo!

- Mas tem muitas coisas que com certeza você vai se identificar e poder participar. Se você quiser, te passo o endereço da página onde você pode se informar das diversas ações que estão ocorrendo perto de onde você mora ou trabalha. É um grupo bem bacana e divertido, fiz vários amigos lá!

- Ah, pra mim não rola, eu não tenho tempo pra isso. Além disso eu acho que já pagamos impostos mais do que suficiente, o governo que faça sua parte!

*******

Conheça 5 Leis da Mentalidade de Massa para  evitar Frustrações Desnecessárias:

* Os Fatos pouco importam para quem não quer Ver.
** Mudança é algo que incomoda mais do que empolga.
***A maioria não deseja romper os padrões aos quais estão acostumados.
**** As pessoas se preocupam mais com que os outros (família, amigos, etc) vão pensar delas do que em fazer o que é melhor para elas mesmas ou para o planeta.
***** E o mais importante: NÃO ADIANTA CRITICÁ-LAS!

Se você quer ser agente de mudança, use o PODER do UM: faça SUA parte.
Se houver abertura, faça pela sua família, mas NÃO BRIGUE NEM OBRIGUE.
Não doutrine: SEJA exemplo.
Ofereça alternativas e exponha novas realidades.
A quem se interessar, ensine o que você sabe.

A MUDANÇA OCORRERÁ QUANDO O AMOR TOMAR CONTA!



BOAS TRANSFORMAÇÕES PARA TODOS NÓS!




Jennifer Dhursaille, 09/02/2016




Nenhum comentário:

Postar um comentário