sexta-feira, 2 de março de 2018

Histórias para Contatados parte 3 - Maria da Estrela - Explicações Adicionais sobre Karma X Escolha




Se você cansou do papel de palhaça, tire a máscara.
Por que a alma aceita vivenciar a dor?

{Para melhor compreensão leia antes a parte 2 e 1 desta trilogia de postagens]

·         Em dimensões inferiores suas parcelas de consciência não dispõem de luz suficiente, estão propensas a adoecer, adquirindo e absorvendo para si contaminações dos padrões vigentes no meio em que se encontra, em que o sofrimento familiar é visto como indissociável da experiência conjugal, como punição por erros passados ou como uma forma louvável de 'evolução'.

·         Em planos superiores nossas consciências podem se propor a vivenciar isso – umas poucas  vezes - para adquirir a experiência do aprendizado por contraste e observarem a si mesmas sob condições de consciência-luz muito rarefeitas e assim realizarem 'auditorias internas' através das quais podem medir sua própria força  (capacidade de emissão de luz-consciência sob condições extremas) e extensão do seu espectro de ação.

·         O papel de opositor – aquele que se nega a compactuar com o padrão auto imposto de sofrimento na tentativa de ensinar que aquela não é uma via saudável para se atuar – é  um papel que raramente uma verdadeira contraparte aceitará desempenhar pois é muito contrário à energia que os casais divinos compartilham entre si, cedendo assim espaço para que outra alma venha auxiliar sua 'metade' a fazer esse duro aprendizado. Quando as almas escolhem uma vida de aprendizado por contraste, o fazem sempre em dimensões inferiores como aqui, portanto é tão comum dizerem que muitos casamentos são de ‘resgate’, ou ‘kármicos’, porém, na medida em que os seres tomam ciência do aprendizado, o caminho está novamente aberto para a reunião com a contraparte para juntos continuarem em aprendizados mais felizes baseados em apoio mútuo.



Conheça os motivos.
Pare com o drama.
Ame-se.
Se automotive. Assim sua vida anda e você sai desse capítulo sem fim.
Entenda que você é co-autor, e então comece a mudar o roteiro da sua vida.

2 de março de 2018
Lições de Sabedoria Intraterrena na madrugada 
#chaveintraoceanica4





3 comentários: