sábado, 7 de abril de 2018

SOBRE AMOR

Ontem li esse texto - escrito por um homem, e é importante que se diga isso pra acabar de vez com a falsa ideia de que somente as mulheres se importam em falar ou analisar as questões afetivas - e gostei muito porque o autor, assim como eu, questiona o que é propagandeado no mainstream como 'solução para sua vida amorosa'. 
Muitas vezes tenho a impressão de que quem está aconselhando nunca amou de verdade.
Esse website, o UPLIFT é muito bom, com textos abrangentes sobre diversos assuntos relevantes no processo do DESPERTAR e vale a pena assinar.
O texto é em inglês, mas traduzo aqui os 6 pontos principais que o autor aborda e entre parênteses as minhas impressões pessoais:
1. DEIXE ALGUNS CONFLITOS SEM SOLUÇÃO
(A maldita DR (Discutir a Relação) vai causar mais estragos do que trazer soluções; a vida é feita de ações, não de discursos.
A DR é na imensa maioria das vezes uma tentativa de doutrinação do outro. As dinâmicas - em todos os tipos de relacionamentos -
fluem ou não, e se você acha que o investimento está compensando, aprenda a aceitar as diferenças e pontos de discórdia sem fazer disso um inferno periodicamente, assim como você tem de conviver com as próprias características suas que gostaria de não ter.)
2. ESTEJA DISPOSTO A MAGOAR OS SENTIMENTOS DO OUTRO
Seja sincero, se você não pode contar com a pessoa que diz que te ama pra te falar a verdade, com quem contará:?
(Todos precisamos de alguém que nos alerte sobre pessoas, coisas e situações que não são exatamente aquilo que esperamos, pensamos ou desejamos que elas sejam; melhor se essa pessoa seja alguém que confiamos queira o nosso bem.)
3. ESTEJA DISPOSTO A TERMINAR
(O Amor tem caminhos desconhecidos, e às vezes é preciso deixar ir, para que aquilo que amamos conclua seu ciclo de aprendizagem com outras pessoas em situações que não nos cabe vivenciar. Às vezes terminar é uma prova de amor - a você e ao outro.)
4. SENTIR ATRAÇÃO POR PESSOAS FORA DO RELACIONAMENTO
(Isto é normal e não há nada que você possa fazer para impedir. A paixão tem seus altos e baixos, e o fato de um impulso natural como a atração ocorrer com qualquer ser vivo, isso não deve tirar seu sono. Você - espera-se - está se relacionando com um ser dotado de capacidade de raciocínio e julgamento, que pode, assim como você avaliar o que é que está chamando a atenção em outra pessoa [muitas vezes aspectos negados do self em si mesmo ou aspectos que seu par negligenciou depois que se conheceram e você está sentindo falta - sabendo observar a atração por terceiros pode revelar os pontos que precisam de atenção dentro do relacionamento e inclusive salvá-lo].
É possível sentir atração por outros e ainda assim tomar decisões como alguém que pesa o que tem nas mãos antes de jogar para o alto.
Novamente aqui convém lembrar, relacionamentos são feitos de ações não de discursos, nem de pensamentos, muito menos de desejos ou questionamentos.)
5. PASSAR TEMPO SEPARADAMENTE
(Cultive a saudade, na vida o aprendizado é feito por contraste. Deixe sempre espaço para que ambos relembre o porque de escolherem estar juntos).
6. ACEITE AS FALHAS DO SEU PARCEIRO/PARCEIRA
(Nada pior do que o sentimento de inadequação. Buscamos no outro aceitação e apoio e quem sabe impulso para nos autotransformar; com certeza não buscamos críticas, reprovações ou uma figura saturnina a nos olhar como se estivéssemos em débito constante).

Um comentário: