sábado, 24 de fevereiro de 2018

A parte que falta - Jout Jout Prazer

Raras vezes vi um livro - e um vídeo - tão perfeitos!

Estudo e falo muito sobre as contrapartes, e aqui cabe um ensinamento perfeito a respeito. Sem ilusões, apenas aquilo que é. Fatos e Vida.

Aprecie e compartilhe sem moderação.




terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O que são Contrapartes?

[ilustração Catana Comics aqui utilizada para representar o "Efeito Bateria" que o contato com as contrapartes proporciona]

Contrapartes Divinas - ou Chamas Gêmeas (do inglês Twin Flames) são dois seres que tocam partes diferentes porém complementares da mesma canção.
Como um ser de tonalidade mais grave e outra mais aguda, eles se reconhecem, e sabem que estão unidos abaixo das raízes mais profundas, como a Fonte Criadora os fez.
Todos têm sua contraparte, assim como todo veneno tem seu antídoto, porém raramente encontrávamos esses casais na 3D, devido a baixa densidade planetária, o que provoca muito conflito entre as partes devido aos processos de espelhamento, em que um 'força' a evolução do outro para emancipá-lo de tudo aquilo que o prende.
Contrapartes costumam ter talentos e interesses complementares, pode ser que ambos atuem na música, um seja compositor outro cantor; um agrônomo e outro nutricionista; um veterinário o outro alguém que trabalhe no desenvolvimento de próteses para animais ou com ONGS de proteção. Por vezes, nos primeiros estágios vêem em papéis aparentemente opostos: como Romeu e Julieta em famílias rivais, um é o bandido o outro a polícia, um advogado o outro contrabandista... Seja como for eles sempre trabalharão energeticamente pela INTEGRAÇÃO de suas potências.
Sendo mais favorável sua reunião em mundos menos inferiores, entretanto muitos aportaram nos últimos anos para potencializarem seu trabalho de cura e libertação durante o período da Transição Planetária.
Como isso influencia diretamente no trabalho
espiritual e energético que as sementes estelares fazem, é importante

compreender os meandros básicos ao menos do que isso significa.

Juntos eles fazem muito mais do que poderiam

fazer separados, desde que consigam atuar em harmonia.
Sua contraparte pode estar neste plano, desencarnada ou viva em uma dimensão anexa, mas o contato com ela é sempre possível e empoderador quando nos conectamos dentro de uma frequência vibratória de perfeito amor e perfeita confiança.
Essa é uma ferramenta importante se você é uma semente estelar, fornecendo guiança em diversos assuntos que são da maestria de ambos, em saberes em que um complementa o outro.
Alguns temem entrar em contato com a contraparte porque estão em um relacionamento e temem descobrir que o parceiro não seja sua contraparte ou que o mesmo ficaria 'magoado' ou ressentido porque você está envolvido com outra pessoa neste aqui e agora.
isso são crenças pequenas da 3D, para uma união que é atemporal e transcende as pequenas lógicas desse mundo, as contrapartes sabem que têm muitas vidas juntas e muitas em separado, onde um muitas vezes atua auxiliando o outro em certos assuntos dos quais compreende a necessidade de superação.
Especialmente se tem dificuldade em encontrar um par nesta vida, sua contraparte pode inclusive ajudá-lo a encontrar a melhor pessoa para você viver uma experiência produtiva nesta vida. Sua contraparte não é seu guia espiriutal, porém com certeza será sempre o seu melhor amigo.
O Amor é sempre maior do que as caixinhas em que tentamos colocá-lo e sempre nos surpreenderá em sua compaixão e maestria.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

As Pessoas - Lar

Você conhece uma Pessoa - Lar?
Ilustração e texto inéditos feitos especialmente para o blog do Programa Tocando o Oculto do nosso querido amigo Fredi Jon (https://programatocandoooculto.blogspot.com.br/2018/02/as-pessoas-lar.html)!


Existe por certo todo tipo de pessoa com quem nos deparamos no nosso caminhar: existem as ‘pessoas – riso’, as ‘pessoas – vamos’, as ‘pessoas – desafio’, as ‘pessoas - deixa-pra-lá’. Pessoas cuja energia influenciam a nossa de modo que, quando com elas estamos, ‘deixamos pra lá’, ‘vamos’ – que são as companheiras de todas as horas – ou abandonamos o barco quando elas tornam o ambiente comum ‘desafiador’ demais para o nosso ph natural. 

 Aprender a fluir – ou a fugir – dessas pessoas faz parte dos aprendizados da 3D, e eu tenho certeza que você e eu faríamos juntos, agora mesmo, uma lista imensa dos tipos de pessoas que aprendemos a conhecer até este ponto da nossa existência. 

 Mas minha inspiração para escrever esse texto foi para falar de um tipo de pessoa que você deve aprender a identificar, e então, meu amigo, minha amiga, jamais soltar: as Pessoas – Lar. 

 Não importa se você já tem uma enorme família, muitos amigos, tem uma rede de apoio social, faz parte de um clube ou é um ET consciente acostumado à solidão da Terra; todos nós um dia encontramos alguém, uma pessoa cujos olhos parecem lanternas na viela escura, cuja voz nos conforta e as mãos quando nos tocam afastam toda dor. 

 Todos nós, em algum momentos da nossa caminhada, encontramos alguém que tem cheiro de fogo aceso e roupa de cama limpa. Alguém que nos leva para um oásis temporário enquanto estamos em sua presença. 

 Se você tiver muita sorte conhecerá mais de uma na sua vida, e com cada uma delas experimentará o alívio de por alguns instantes não ser mais um morador de rua emocional, pois essas pessoas têm o dom de se fazer lar quando estamos em sua companhia.  

Uma pessoa lar pode ser reconhecida por algumas características: 

 Os chuveiros ficam nos olhos, e gotejam sempre que alguém lhes toca a campainha, que fica na altura do coração; 

 Os braços são perfeitos corrimões onde nos escoramos quando as dores nos fazem fraquejar; 

 O peito é solidamente pavimentado para nos reconduzir de volta à rota do nosso próprio caminho; 

 Os lábios obedecem ao aparelho auditivo e ao digestivo, de modo que elas só falam após terem devidamente digerido tudo aquilo que você desabafou – elas não são de jogar palavras ao vento! 

 Uma pessoa-lar tem as janelas da alma sempre abertas para se autoventilar, assim, se você olhar com atenção, poderá observar que seu interior é decorado com memórias indescritíveis, e a todos os cômodos só se tem acesso mediante a biometria dos entes queridos; 

 As pessoas-lar têm sempre uma cozinha ativa e funcional, onde elas preparam palavras no ponto certo para te oferecer; 

 Toda pessoa-lar tem uma presença altamente nutritiva e higienizadora. Você sempre se sente menos faminto e empoeirado quando está na presença delas; 

 Todos querem ter em sua vida uma Pessoa – Lar, mesmo aqueles de espírito aventureiro e que se orgulham de serem intrépidos, ousados e desgarrados, pois mesmo elas, em algum momento, precisarão de uma Pessoa – Pousada para passar um tempo recuperando suas forças e renovando a aridez do seu espírito. 


Como todo patrimônio, porém, as Pessoas – Lar também precisam de manutenção. 

 Nunca deixe passar o prazo de acertar suas contas com ela. Contas ignoradas gerarão corte no fornecimento de água e luz – emoção e calor. Lembre-se que restabelecer o suprimento das funções me uma casa sempre dá mais trabalho do que manter a pontualidade nos pagamentos. 

 As Pessoas – Lar, como todo Lar – precisam de manutenção: reserve um tempo para que a pessoa-lar usufrua de silêncio e repouso para que ela possa se regenerar e gerenciar a si mesma, cuidando da sua pintura, do seu gramado, trocando o óleo das suas dobradiças... Respeite os momentos de autocuidado das suas pessoas-lar; 

 Sobretudo jamais invada sua privacidade: não force as maçanetas que não se abrirem naturalmente para você; 

 Demonstre seu amor com pequenos mimos: um capacho novo para a entrada, um novo jogo de toalhas, uma pintura para a sala de estar ou um enfeite para o corredor: são pequenos sinais de que você é ali também um morador e não um hóspede de passagem. 


Por fim, se você for uma Pessoa – Lar, não fique triste com o descaso e o abandono daqueles que você gostaria que tivessem ficado para sempre. Eles não podiam ficar porque ainda não estavam prontos para aprender que um lar não é uma prisão, mas sim o trampolim seguro que os lança em busca da própria libertação. 

Outros inquilinos tomarão seus lugares, manterão as contas em dia e cuidarão das suas paredes com o mesmo carinho que buscam encontrar. 

Você, pessoa-lar, encontrará outros da sua espécie, e juntos formarão uma comunidade, uma vila, quem sabe uma cidade inteira feita só de pessoas que sabem que a casa pode também ser sua, que Gaia também é nosso lar e que o Coração do Outro sempre será um templo para o Amor adorar. 

JD Stella 
15 de fevereiro de 2018 

[Texto inédito – publicação autorizada em primeira mão para o blog do Programa Tocando o Oculto]