segunda-feira, 14 de maio de 2018

TRABALHAR COM GUIAS ESPIRITUAIS OU COM EXTRATERRESTRES?

Queridos amigos, vamos falar de uma questão que tem se repetido nas conversas inbox e nos atendimentos:
"NÃO QUERO MAIS TRABALHAR COM MEUS GUIAS (no terreiro, no centro, na fraternidade etc), QUERO TRABALHAR SÓ COM OS EXTRATERRESTRES"
e as muitas variáveis dessa afirmação...
Todos os dias, semanas, meses ouço pessoas expressarem um desejo de largar práticas que consideram 'menores' para se dedicarem ao que acreditam ser um contato mais 'direto' com os extraterrestres.
Aproveito para reproduzir aqui parte de uma mensagem que enviei a uma querida semente estelar e que me permite abordar esse tema que é recorrente. Vou usar como gancho para falar disso porque muitos terapeutas inclusive estão perdidos nessa questão, e perdendo preciosas oportunidades de orientação direta de seres que estão em ESTADO DE CONEXÃO PERMANENTE para ficar divagando em conjecturas de sua própria mente tridimensionalizada e compartimentada:
Existe o ritual e existe a essência.
O trabalho de uma semente pode não ser dentro da Umbanda e ainda assim contar com o suporte de guias que atuam na Umbanda.
Você sabe a SUA origem estelar?
E a dos seus guias, você sabe?
O conceito de FAMÍLIA ESTELAR perpassa médiuns e guias para um mesmo propósito.
Muitos contatados fazem uma enorme separação entre Umbanda, ou entre guias espirituais de forma geral e Extraterrestres, quando na verdade essa separação não existe a não ser em nossas mentes, que contrastam as práticas xamânicas com nossa concepção do que seriam Extraterrestres em macacões, pilotando naves e utilizando alta tecnologia.
Essa concepção é fruto do Ego, desfaça-se dela o quanto antes.
Só existe uma diferenciação entre qualquer tipo de seres: ESTAR EM UM ESTADO FÍSICO (encarnado ou limitado a percepção de somente uma dimensão) e ESTAR EM UM ESTADO DE PERCEPÇÃO MULTIDIMENSIONAL (ou seja conectado a Fonte e ao Fluxo universal).
Se você compreender que faz parte de uma equipe de trabalho enquanto membro encarnado e que outros membros dessa mesma equipe não estão presos ao seu mesmo estado de frequência vibracional e procurarão todos os meios de orientá-lo no cumprimento do seu propósito aqui, é mais fácil perceber como cai por Terra essa tentativa infantil de classificá-los em 'roupagens' que servem apenas a um fim naquele momento.
Um mesmo ser multidimensional pode vestir uma roupagem humana que contenha em si uma mensagem simbólica da energia que ele quer lhe transmitir - por exemplo a Sabedoria, Paciência e Amorosidade dos Pretos Velhos, e em outro momento manifestar-se como o Dr X atuando na inspiração de processos de cura para um grupo que não aceita o transe de incorporação como meio de sintonia com as Altas Hierarquias.
(A esse propósito sugiro assistirem Asara Adams fazendo o que ela chama de 'trance channeling' ao 'canalizar Adama e me diga, sinceramente, se existe alguma diferença entre o processo de canalização dela e o que ocorre em uma pessoa incorporada em qualquer centro umbandista ou kardecista no Brasil.)
As compartimentações mentais são NOSSAS, não DELES. Mas entendedores que são das nossas necessidades de 'caixinhas' para guardar coisas que nos parecem 'diferentes', eles adquirem a forma que nos fará menos relutar para aceitar sua cooperação no cumprimento de nossa tarefa.
Para ELES é muito mais fácil se adequar às nossas concepções infantis do que para nós é aceitar de pronto a multiplicidade da vida. Eles entendem isso com grande amorosidade, inclusive.
Então, meus irmãos e irmãs, se vocês têm guias de trabalho dos quais tenha tomado conhecimento na Umbanda ou nem outra seara de trabalho, e agora que tem consciência de que existe uma realidade EXTRATERRENA que engloba tudo, não dispense a ajuda deles como se eles fossem 'menos evoluídos'.
Saiba que muitos ditos 'caboclos' orientam trabalhos com cristais e as mais diversas terapias como florais e cromoterapia, e que se você perguntasse de onde é esse caboclo, essa cabocla, talvez você se espantasse ou ouvi-los dizer que não vieram da Amazônia ou dos Andes.
*AS MATAS DA JUREMA SE ESTENDEM ALÉM DAS ESTRELAS *
A verdade é que cada um de nós veio para cá fazer um trabalho que já está predeterminado.
Bem cumpri-lo é o que importa.
Encontrar o caminho a grande questão.
Não existe a necessidade de 'mudar de área' de atuação, mais do que 'mudar a compreensão e o foco das nossas ações'.
O que o trabalho com as consciências estelares exige é a quebra de paradigmas e de padrões que escravizem as consciências humanas ou firam qualquer forma de vida. Então é relativamente comum que haja conflito entre as práticas existentes em uma determinada casa que você frequente e a implantação dessa nova consciência. Por exemplo: sacrifícios animais, rituais envolvendo sangue e qualquer trabalho energético que envolva dominação de outrem e desrespeito ao livre-arbítrio - por exemplo, 'amarrações' - não condizem com uma consciência estelar e estão fora da frequência de luz (conhecimento) com a qual esses seres trabalham.
O problema não é o rótulo Umbanda ou Candomblé ou seja lá o que esteja escrito na porta, mas sim a compreensão e a forma como são utilizadas, manipuladas e direcionadas as energias dentro daquele local para que esses seres ali possam aportar e realizar seu trabalho junto aos médiuns que são sua família. Pelo mesmo motivo a maioria é levada a abrir mão do consumo da carne em prol de uma alimentação que ancore uma maior frequência vibracional.
Não por acaso, muitos contatados têm entidades que, como se diz na Umbanda, têm "coroa de chefia", pois muitos têm a missão de abrir novas casas para dar inicio a essa nova fase de trabalho espiritual dentro de princípios universalistas.
Aliás o que é um MÉDIUM senão um CONTATADO por um inteligência EXTRA-DIMENSIONAL?
Aos que se debatem entre a ideia de ter de escolher entre uma coisa e outra, sugiro que conversem com seus guias e pergunte a eles como deve orientar seu trabalho daqui para frente.
Vocês podem fazer isso meditando ou mesmo indo a um local onde possa incorporar com segurança e pedir a alguém que faça as perguntas aos seus guias e anote as respostas para passar a você depois, caso seja semi-inconsciente.

Nunca ninguém precisou escolher entre o Amor e o Poder. Essa é só mais uma das ilusões da 3D, porque somente no Amor existe o verdadeiro Poder.

J D STELLA
www.escritorastellar.com.br